sexta-feira, agosto 04, 2006

Fotos mostram Serra entregando ambulâncias a sanguessugas

A lista dos sanguessugas foi fornecida por Darci Vedoin, um dos proprietários da Planam, à Polícia federal, que trouxe à luz e desarmou o esquema criminoso na Operação Sanguessuga. Darci admitiu para a PF que a máfia dos sanguessugas atuava desde a década passada. Serra, hoje candidato a governador de São Paulo pelo PSDB-PFL, foi ministro da Saúde durante quase todo o segundo governo Fernando Henrique Cardoso, de março de 1998 a fevereiro de 2002.

O que diz o depoimento


Em depoimento, Darci Vedoin disse ter entregue cerca de 50 ambulâncias em um evento com a presença de Serra. Veja o que disse Darci Vedoin, em depoimento à PF, em 23.julho.2006:


''...QUE o pagamento de comissão a parlamentares já era uma praxe existente anteriormente, no Congresso Nacional; QUE para o exercício de 2000, o deputado Lino Rossi apresentou essas emendas, através das quais foram vendidos no Estado de Mato Grosso mais de 60 unidades móveis de saúde; QUE as unidades, adquiridas com as emendas individuais, foram entregues paulatinamente; QUE as unidades adquiridas com as emendas de bancada, cerca de 50 unidades, foram entregues em um evento preparado especialmente pela cidade de Cuiabá, inclusive com a presença do Ministro da Saúde''. O ministro da Saúde era... José Serra.


Governo FHC fez 3/4 dos contratos

As fotos apenas ilustram o que Vedoin declarou na PF. E também o que os ministros da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, e da Controladoria Geral da União (CGU), Jorge Hage, apresentaram em coletiva de imprensa no último dia 26: que a máfia das ambulâncias operada pela Planam realizou perto de três quartos das operações sob suspeita (781 de um total de 891) durante o governo FHC.


O impacto das imagens, porém, elevará a pressão para que o ex-ministro José Serra seja chamado a depor na CPI dos Sanguessugas, criada para investigar o caso. O líder do PT na Câmara, deputado Henrique Fontana (RS), insiste na convocação.

''A máfia foi fundada no período em que o Serra era ministro, operou três anos sem ser incomodada. Uma prova da confiança que o esquema tinha no Executivo é que chegou a entregar cem ambulâncias, em 2002, antes de o recurso ser liberado'', disse Fontana.

O bloco PSDB-PFL, que apóia Geraldo Alckmin para presidente e também Serra para governador, resiste à idéia da convocação. Quer levar à CPI apenas os ministros da Saúde no governo Lula, o petista Humberto Costa e o peemedebista Saraiva Felipe. Diante do impacto das imagens, fica mais difícil achar argumentos para a discriminação.

Com agências; as imagens
foram tomadas do blog do
jornalista Fernando Rodrigues

Um comentário:

Raul Balboa disse...

se fotos são provas,lula ta ferrado.


http://colunafactorama.blogspot.com/2006/08/fotos-das-ambulncias-do-lula-e.html